Terapias da Dor



Ao longo da nossa vida temos momentos em que temos lidar com doenças ou patologias que causam dor. De facto, a dor faz parte integrante na nossa vida. Se caímos, se fazemos um esforço físico maior do que as nossas capacidades físicas permitem, surge-nos dor como consequência. Há, no entanto, dores que se tornam crónicas, e que são difíceis de tratar. Dores decorrentes de processos degenerativos ósseos, como artrose ou artrite reumatóide, ciática, lombalgias, fibromialgia, cefaleias crónicas, mais conhecidas por dores de cabeça ou enxaquecas, e outras, causadas por tensão muscular, stress, etc.
Habitualmente, o tratamento consiste na toma de analgésicos, anti-inflamatórios e outros medicamentos, muitas vezes necessários mas, quando se tem que recorrer diariamente a eles, poderão surgir outras perturbações, nomeadamente no sistema digestivo.

Há, no entanto, várias terapias que poderão fazer a diferença e mudar a situação. Consoante a sua origem, as dores deverão ter uma abordagem individualizada e uma terapia adequada. Na Medicina Tradicional Chinesa existe um antigo ditado que diz “Onde há dor, há um bloqueio na circulação da energia”. É possível proporcionar alívio e reduzir as dores através das seguintes terapias:

• Acupunctura e Fitoterapia Tradicional Chinesa
• Cromo-Punctura
• Hipnose Clínica
• Toque Quântico

• Indigo − Terapias Quânticas
• Terapia de Som com Taças Tibetanas
• Dien Chan – Reflexologia Facial Vietnamita